Como deixar de ser um jogador de casino compulsivo

O hábito de gastar tempo e dinheiro em jogos de azar começa como um simples hobby divertido com a possibilidade de ganhar dinheiro em apostas. No início tudo parece perfeito: momentos de diversão, adrenalina, confiança na sorte e alguns bons resultados.

Porém, à medida que o tempo dedicado às partidas vai aumentando, o nível das apostas pode tornar-se perigoso. Quando o jogador perde a capacidade de perceber que o casino pode estar a tornar-se num problema, começam os primeiros indícios de dependência e compulsão.

Uma pessoa viciada em jogos de casino apresenta o mesmo perfil psicológico que um dependente químico. A vontade de parar e ter uma vida saudável existe, mas nem sempre são escolhidos os melhores caminhos para isso.

Dicas para deixar de ser um jogador de casino compulsivo

1. Diminua gradualmente o tempo dedicado aos jogos

Quando se cria uma rotina em que o vício está fortemente presente, o jogador deve diminuir gradualmente a atividade para reajustar o organismo com novos hábitos. É o mesmo caso de pessoas que tentam deixar de fumar, e muitas conseguem sozinhas, pois identificam os momentos em que mais precisam do cigarro e começam a diminuir o consumo a partir daí. No caso dos casinos, se jogar cerca de três vezes por semana, comece a jogar duas até se acostumar e, por fim, deixe de jogar. Aos poucos, o organismo vai se adaptando a outra rotina e a necessidade de jogar diminui.

2. Estabeleça um valor máximo de apostas

Quando estiver a jogar, lembre-se que é muito importante manter o controlo sobre si próprio. Antes de ir ao casino, escolha um valor baixo para apostas e tenha como desafio ir embora assim que perder o dinheiro estipulado. Também estabeleça um número X para lucros e se conseguir receber o que estipulou inicialmente, volte para a casa imediatamente.

Este exercício só requer força de vontade do jogador. O autocontrolo garante uma prática saudável e consequentemente ajuda no tratamento da compulsão.

3. Encontre outra atividade para substituir a atual

Esta é outra tática muito adotada por pessoas que deixaram de fumar. Estas pessoas que obtiveram sucesso nas tentativas de largar o vício, relatam que identificaram momentos do dia em que a presença do cigarro era crucial, como períodos de tensão e ansiedade. Para não recorrer ao cigarro, substituíram o cigarro por gomas ou pastilha elástica, até que a necessidade de fumar desapareça.

No caso de jogadores de casinos, reflita sobre os momentos em que a vontade de jogar é mais forte, e tente trocar por outra atividade. No começo, pode parecer difícil, mas quando a outra atividade se tornar um hábito, a ideia de ir ao casino jogar blackjack, roleta ou qualquer outro jogo será facilmente controlada.

4. Procure um grupo de autoajuda

Os grupos de autoajuda não são só para dependentes químicos. Qualquer pessoa que tenha comportamentos compulsivos e precisa de se livrar de algo para ter uma vida mais saudável, está apta a frequentar este tipo de grupos.

Em grupos de autoajuda, os frequentadores possuem diferentes vícios, mas formas idênticas de lidar com eles. Uma simples conversa em roda permite que as pessoas se identifiquem e procurem forças uns nos outros para superar os problemas. A vitória de um torna-se a vitória do grupo, e é uma forma poderosa em busca da recuperação.

5. Afaste-se das companhias de casino

Se tiver amigos frequentadores assíduos de casinos, informe-os do seu desejo de parar e afaste-se caso se tornem um problema para o tratamento. Se sofrer influências negativas, abandonar o vício tornar-se-á cada vez mais difícil.

Outra alternativa será conversar com esses companheiros de casino e ver se também têm desejo de parar. Um tratamento em grupo pode ser muito vantajoso. Porém, é preciso que todos tenham persistência e força de vontade, pois abandonar uma compulsão requer tempo, dedicação e autocontrolo.




Deixe um comentário