Crédito para quem quer estudar e se qualificar

Criado para conceder crédito financeiro para estudantes universitários matriculados em instituições privadas de ensino quitarem as mensalidades de seus respectivos cursos, o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), programa do Ministério da Educação (MEC), tem como objetivo  criar condições de acesso ao ensino superior através da concessão de financiamento de 50% a 100% dos cursos aos estudantes matriculados em instituições de ensino superior privadas.

Os novos financiamentos do Fies 2016 deverão ser centralizados em um sistema do MEC, como ocorre no Prouni (Programa Universidade Para Todos) e com as vagas das federais pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Regras para se inscrever no Fies

Renda familiar mensal bruta de até 10 salários mínimos: podem pedir pelo financiamento de 100% do curso.

Renda familiar mensal bruta de 11 até 15 salários mínimos: podem pedir pelo financiamento de 75% do curso.

Renda familiar mensal bruta de 16 até 20 salários mínimos: podem pedir pelo financiamento de 50% do curso.

O jovem que for se inscrever para o FIES não pode ter nota menor do que 450 pontos no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e também não pode ter tirado nota 0 (zero) na redação

Aditamento Fies

A renovação do contrato com o FIES, aditamento fies, deve ser feita a cada 6 meses, por isso que, parar não perder o benefício do Caixa Fies o aluno precisa ficar ligado. No sistema simplificado é preciso apenas fazer uma atualização dos dados pessoais e dos valores dos semestres, nenhum valor e nem informações do contrato são alteradas. Para fazer essa atualização é necessário acessar o SisFies através do site do fies.

SisFies

É através do Sisfies, Sistema Informatizado do FIES (Fundo de Financiamento Estudantil), que os estudantes podem se cadastrar e fazer a solicitação do financiamento do curso. O portar informatizado é muito simples de ser usado.




Deixe um comentário