Divórcio

Acho que antes de existir o divórcio, ou se fosse proibido, todo mundo era muito mais feliz, principalmente os filhos que não precisavam se preocupar com a separação de seus pais. Tenho uma amiga, I. B., que os pais dela se separaram quando ela tinha 12 anos, ela tentava esconder a sua tristeza dizendo que só ligava para o dinheiro deles, mas dava pra ver que ela tava sofrendo.

Motivo da separação dos pais de I.: Traição – O pai pegou a mãe dela com um personal. Roubo: A mãe roubou R$x,00 do pai e pretende fugir da cidade ou até do país se for possível (Coitada de I. numa situação dessas eu iria preferir morar com o meu pai).

Motivo da separação da maioria das pessoas: Rotina – A maioria dos casais – principalmente homem – gostam de programas quando ainda estão na fase do namoro, mas quando se casam tudo fica diferente, eles não estão mais preocupados em conquistar o outro, pois pensam que já conseguiram e que não vai acabar mais. As mulheres, na maioria, engordam. Os homens,  começam a beber, ou a ir pra mais lugares (pra farra).

Não penso que o divórcio seja uma boa escolha quando o problema é relacionado a rotina, é só criar mais programas e uma segunda lua de mel também ajuda. Mas cadê alguém pra pensar nisso? Alô, sociedade.




Deixe um comentário