Domingos.

fala o que não quero escutar. me escuta quando eu for muda, quando eu for mundo. não precisa ligar o ar condicionado, eu quero que as janelas fiquem abertas dessa vez.

sem cortinas ou luzes apagadas. eu quero pagar para ver. mente e diz que vamos durar para sempre. me deixa sentir o que inspira tanto os artistas. por um minuto faz meu coração bater ao contrário e depois voltar ao lugar certo.

rasga essa folha de memórias falsas e diz que não somos o espelho dos homens que nos criaram. somos mais. acelera esse carro até que outra dimensão apareça na nossa frente. ame. me deixa te amar. e quando tudo for final, me recomece.

se amar é um jogo, me deixa jogar contigo. só que sem perdedores dessa vez. decora as minhas caras e o caminho da minha casa. decora as minhas taras e me deixa ao mesmo tempo cheio, e sem graça. seja minha amiga. antes do suor e dos corpos ocupando o mesmo espaço.

leia o manual de como ser você, e seja. eu adoro todas as suas imprevisibilidades. seja parte de mim, e quando eu estiver completo, seja metade. fica. mesmo se eu te pedir pra ir embora. seja teimosa.

não desista da minha frieza. pega um cobertor e me cubra com todo sentimento bom que há. fica. mesmo se o lugar começar a desabar. não tem problema. nós construímos novamente.

fica perto de mim. fica?




Deixe um comentário