Juntas de dilatação e suas complexidades na construção civil

Instaladas no ponto mais vulnerável da estrutura, as juntas de dilatação possuem a função de controlar a movimentação por dilatação do concreto ou cimento, ou as alterações geradas pela elevação da temperatura.

Fachadas, viadutos, entre outras obras precisam das juntas para impedir que, ao longo dos anos, essas estruturas sofram com fissuras e rachaduras que podem comprometer a sua estabilidade.

Logo, as juntas de dilatação se tornam um elemento importante na construção civil por razões de segurança, por isso devem ser utilizadas em todas as obras e oferecem resultados eficazes para impedir danos estruturais.

As juntas são criadas por réguas finas que podem ser de metal, plástico ou madeira e são fixadas em espaços previamente determinados para evitar rachaduras ou trincas nas superfícies de concreto ou cimento.

Complexidades para a escolha de juntas de dilatação

Na hora de projetar uma obra, é necessário entender não apenas o funcionamento das juntas de dilatação, mas também as complexidades que envolvem este tipo de instalação.

As juntas são mecanismos de descontinuidade estrutural que trazem uma série de vantagens para as estruturas, entre elas:

  • Reduzir esforços;
  • Evitar fendas e fissuração;
  • Reduzir reforços com armaduras passivas ou pré-esforço;
  • Reduzir efeito de torção;
  • Reduzir esforços devidos a ações
  • horizontais;
  • Evitar volumes de betonagem
  • excessivamente elevados;
  • Permitir maior versatilidade do faseamento construtivo;
  • entre outros.

Ao instalar juntas de dilatação, é preciso pensar nos custos de inspeção e manutenção, a redução de rigidez da estrutura e a possibilidade de choque entre estruturas muito próximas.

O estudo da instalação de juntas de dilatação deve ser minucioso, para cada tipo de obra será indicado um tipo diferente de junta, como as verticais, horizontais, abertas, enterrada, de áreas, entre outras.

O projeto de juntas deve ser analisado pensando em todas as especificações da obra, das juntas, dos espaçamentos e também o material que será utilizado.

Quando falamos em material, devemos pensar em produtos fabricados por empresas de confiança, que ofereçam garantia de seus produtos para que você consiga realizar o trabalho e obter o melhor desempenho que se espera deste tipo de instalação.

Por isso, vale a pena inserir o tipo de junta e sua marca no projeto, já levando em consideração todos os detalhes que as fabricantes oferecem sobre o produto e encontrando o modelo ideal para a edificação.

Conhecer as empresas que fabricam as peças para juntas de dilatação faz parte de toda a complexidade do processo de instalação desses pontos no seu projeto.

 

 




Deixe um comentário