Miraflores promove semana dedicada a educação para o trânsito

Campanha Dia Sem Carro convida à reflexão sobre segurança e sustentabilidade

O Dia Mundial Sem Carro foi a inspiração e o Centro Educacional Miraflores reservou a semana para realizar inúmeras atividades em sala de aula que culminaram com o pátio da escola ‘virando’ uma cidade, com sinais de trânsito, placas, faixas de pedestre e bicicletas, patinetes e triciclos fazendo o papel dos veículos. Teve espaço até para uma caminhada em prol de um mundo sustentável, na quinta e na sexta-feira.

A educação para o trânsito nas escolas tem se mostrado cada vez mais uma ferramenta de conscientização de toda a família, porque os alunos passam de aprendizes a disseminadores da informação. A professora Esther Varanda explica que, em atividades assim, “a criança brinca, aprende mais e passa a cobrar dos pais. E isso também ajuda no bem-estar, na paz que precisamos no trânsito”.

E o método funciona. A professora Esther diz que os responsáveis se surpreendem com a ação educativa dos filhos no trânsito. Os pais chegam na escola e contam que os filhos estão passando informações, cobrando atitudes, como não atender o celular – nem usando o fone de ouvido – enquanto dirige, por exemplo. “Esta resposta dos pais mostra que estamos no caminho certo”, reforça Esther.

A influência das crianças sobre a forma de dirigir dos pais e de como se comportam no transito passa também pelo controle da velocidade, avanço de sinais entre outras fatores que trazem perigo para o condutor, passageiros e pedestres, por exemplo.
Educação para o trânsito, mobilidade e sustentabilidade

Até chegar nesta cidade montada na escola, os alunos passam antes por uma série de atividades em sala de aula. Entre elas, os alunos da Educação Infantil, aprendem sobre a importância da conscientização sobre mobilidade urbana e trânsito, participam de discussões sobre o tema e produzem placas, cartazes e sinalização de trânsito que são usados na caminhada que encerra os trabalhos desta semana.

Já os alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental participaram de rodas de conversa sobre o Dia Mundial Sem Carro, com discussão e pesquisa sobre o tema. Entre outros temas, eles debatem sobre os exemplos adotados na Dinamarca e sobre a importância do transporte coletivo para a mobilidade urbana.

Uma das ações que trouxe muito aprendizado aos alunos foi uma entrevista com os motoristas da frota de ônibus da escola. Eles puderam obter informações relativas ao tema do trabalho e muito mais. Entenderam a importância daqueles funcionários e do serviço que prestam. Compreenderam a relação de capacidade entre os ônibus e as vans com os carros particulares e os benefícios para a mobilidade urbana: sem o transporte escolar, os estudantes que utilizam a frota ocupariam 76 carros. Além de garantir a segurança dos estudantes, o Miraflores reforça a preocupação com a sustentabilidade.

Um desafio foi proposto a estes alunos: criar ações para sensibilizar pessoas a abraçar a causa do Dia Mundial Sem Carro. Para isso, eles participam de um exercício sobre gentileza e direito no trânsito para entender o papel de cada um nas ruas: os pedestres e os diferentes condutores.
O dia sem carro

O Dia Mundial Sem Carro, que foi lançado em 1997, na França, chegou ao Brasil em 2001 e incentiva a reflexão sobre a dependência do uso do automóvel e sobre os problemas por ele acarretados, como poluição e consumo de combustíveis. Além disso, propõe a racionalização do transporte e a busca por novos meios: como caronas, o uso de bicicletas e o debate sobre mobilidade urbana.

Segundo dados do Datasus, do Ministério da Saúde, os acidentes de transporte terrestre matam aproximadamente 43 mil pessoas por ano no Brasil.

Mais informações: www.miraflores.com.br




Deixe um comentário