Uma menina,um sonho, uma conquista

UMA MENINA, UM SONHO, UMA CONQUISTA
Uma menina alegre e sonhadora, saída do interior, veio para a cidade, pois não suportava mais aquela situação de miséria que ela tanto conhecera.
Tinha um sonho: não sabia muito bem o que, mas tinha certeza que não queria mais continuar naquela situação. As brigas eram constantes, o clima não era bom e a miséria imperava. Comentou apenas com sua mãe, que não se opôs. Então, colocou seu plano em ação: fugir daquele caos.
Na primeira oportunidade que um rapaz lhe propôs, ela encarou. Era uma tarde ensolarada e quente! Foi tudo muito depressa. Quando ele apareceu em uma moto, Helena recolheu a meia dúzia de roupas que possuía, colocou numa sacolinha de mercado e apenas disse tchau para a mãe.
Enquanto subiam e desciam pela estrada rumo à cidade, lágrimas escorriam dos olhos da jovem como que prevendo uma despedida para sempre: para lá não voltaria nunca mais… Sabia que à medida que um leque de oportunidades se abriria, muitas dificuldades apareceriam.
Não tinha muito que fazer. Era encarar o trabalho árduo, viver o hoje e nem pensar em se queixar. Trabalhava dia e noite, de segunda a segunda, feriado e dia santo. A canseira era evidente nas olheiras e na magreza do corpo. Quando sentava, cochilava. Certa vez, deixou cair o chimarrão das mãos ao sentar para toma-lo.
Porém, era preciso continuar. Ainda sem muito apoio, decidiu estudar. Era corajosa! Muitas vezes, ao retornar da aula, tinha vontade de chorar, mas uma segunda jornada de trabalho a aguardava. Não podia dar espaço a dengos. O jeito era seguir em frente.
A partir de então, tudo começaria a mudar. Passou a ganhar mais e já podia ajudar a mãe. O reconhecimento profissional demoraria a vir, mas com o tempo viria também.
Helena era feliz, porque seu sonho era estudar e ela se considera uma vencedora. Como poucas pessoas, ela gosta de estudar. Foi através dele que seus sonhos podem se concretizar.

Rate this post



Deixe um comentário